As 4 fases do aprendizado

Photo by Dmitry Ratushny on Unsplash

Você já tentou alcançar a aprovação naquele exame ou prova desejada, mas ainda não conseguiu? Chegou a bater na trave? Ou você ainda vai tentar pela primeira vez, mas quer evitar cometer erros básicos?

Se algum desses for o seu caso, não deixe de ler este texto, em que o SANTTO Planejamento vai te explicar as 4 fases do aprendizado, segundo a Programação Neurolinguística. Entendê-las é fundamental para que você reconheça a sua evolução ao longo do estudo e entenda que é normal encontrar dificuldades no processo. Vamos ver:

Fase 1: Inconscientemente Incapaz

Não conheço nem o tamanho do problema

No início, a pessoa não sabe absolutamente nada: o que cai na prova, o que é mais cobrado, como é o exame, enfim, há apenas a vontade ou a necessidade de fazer o teste, mas sem nenhum conhecimento sobre ele. Isso significa que há uma incapacidade da qual a pessoa sequer tem consciência.

Nessa fase, as pessoas cometem um erro muito comum que é a chamada “armadilha do pacotão. Basicamente, isso significa contratar um curso ou serviço que te promete fazer absolutamente tudo, mas que acaba não sendo bom em nada. Com isso, o aluno acaba mais perdido ainda, sem um plano e sem os conhecimentos necessários para passar para a segunda fase. Para entender mais sobre esse problema, clique aqui.

Fase 2: Conscientemente Incapaz

“Ok, já sei o tamanho do problema, mas não sei resolvê-lo”

Nessa fase, o estudante já conhece as informações principais sobre o exame, mas ficou ainda mais preocupado, porque ele tentou dar alguns passos, começou a estudar, mas ainda está longe de alcançar o nível necessário para uma aprovação. Aqui, a principal consequência para muitos alunos é a desistência.

O que acontece é que essa é a hora perfeita para as desculpas. A pessoa acaba se assustando com o processo e começa a se justificar para desistir. Aí é um tal de “eu não queria fazer faculdade mesmo” ou “eu nem gosto tanto desse curso, prefiro esse outro que é mais fácil”.

Nesses casos, a receita para não cair na desistência é ter um plano que defina bem as etapas do seu processo. Enxergando os passos que você precisa dar e consciente do ponto em que está em cada período, você conseguirá aliviar a tensão e ter a confiança de estar numa caminhada segura. Dividir um problemão em pequenos probleminhas que você vá resolvendo a cada dia é fundamental pra não errar e chegar na próxima fase

Fase 3: Conscientemente capaz

” Eu conheço o problema e sei resolvê-lo”

Aqui, o aluno já executou boa parte do seu plano e começa a ter mais segurança no processo. É a hora em que ele já consegue fazer boa parte das questões, tem um bom entendimento sobre os conteúdos e até já começa a ajudar os outros alunos.

Mas nem tudo são flores. Essa fase também guarda uma armadilha, a da soberba ou excesso de confiança. É aí que muita gente acaba batendo na trave! O que acontece é que a pessoa está tão bem – e fica dizendo isso para si mesmo tantas vezes -, que ela começa a descuidar do plano, inventar atalhos e perder o foco.

O grande segredo aqui é manter aquilo que foi planejado! Seguir estudando certinho dentro do cronograma estabelecido, não inventar ou cair em soluções milagrosas nem levantar a plaquinha do “já ganhei” são fundamentais pra você não morrer na praia.

Fase 4: Inconscientemente capaz

“Problema? Que problema?”

Essa é nossa fase mais desejada! Nela, o aluno é totalmente capaz de ter sucesso naquele exame mas nem se dá mais conta disso, tudo é natural. As questões vão sendo resolvidas de forma tranquila, as notas dos simulados saem normalmente boas e a ajuda aos colegas já é uma prática corriqueira.

Nessa fase, vale a mesma regra da anterior: deve-se seguir o plano traçado e evitar os descuidos. A aprovação está muito próxima e é só o estudante seguir na luta que o resultado virá.

Mas como passar por essas fases corretamente?

O segredo é um só: PLANEJAMENTO. Nós falamos sobre isso em todas as fases! Mas perceba que planejar não é só colocar horários de disciplinas numa planilha, isso não dá certo. Um bom planejamento deve atender a requisitos básico, que você pode entender melhor clicando aqui.

Conclusão

O mais importante aqui deste nosso texto é você entender que a aprovação em um exame é alcançada por meio de um processo. Conhecendo e compreendendo cada fase, você será capaz de identificar sua evolução, evitar as armadilhas e manter a calma e confiança durante a caminhada.

Gostou do nosso post? Te ajudou? Então curta e compartilhe com seus amigos! Vamos juntos construir o melhor ambiente de estudos para todos!

Até a próxima!

SANTTO Planjemento.

Operamos Milagres. Sério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.