BOLSONARO E O ENEM 2019: A PROVA VAI MUDAR?

Saiba como o novo Governo pode influenciar na busca pela sua vaga na Universidade


Foto por Rafaela Biazi em Unsplash

Depois de um 2018 marcado por grande acirramento político, impulsionado por uma das eleições mais disputadas da história, começamos 2019 com Jair Messias Bolsonaro na Presidência da República. Militar da reserva, político de direita e com uma agenda conservadora, o novo Presidente promete alterar radicalmente o perfil do ENEM, que atualmente é pouco conteudista e costuma abordar temas mais progressistas.

Diante disso, os alunos estão se questionando: E agora, o que fazer? Devo mudar meus estudos? É o Presidente que vai escolher as questões? Preciso aprender a marchar?!

Pensando nisso, o SANTTO preparou este artigo, cuja mensagem principal é bem simples: CALMA! Mas “calma” por quê?

Bom, em primeiro lugar, temos que ter em mente que o ENEM é um modelo de aplicação de provas muito bem consolidado no Brasil. Utilizando o método TRI – Teoria de Resposta ao Item, aplicado simultaneamente em todo o Brasil e aceito pelas mais diversas universidades, o Exame é hoje a principal porta de acesso ao Ensino Superior no país. Portanto, tal solidez dificulta sobremaneira qualquer mudança rápida que o Governo queira implementar.

Além disso, é importante dizer que as questões do ENEM são extraídas de um banco, montado por professores previamente selecionados de acordo com o perfil traçado pelo INEP. Isso significa que o Governo não vai montar uma banca específica para montar questões exclusivas para o ENEM 2019. Na verdade, as questões serão extraídas do mesmo banco, mas devem passar por um filtro apenas para excluir temas mais “polêmicos”.

Isso significa que, para este ano, o perfil da prova provavelmente não vai mudar. Nossa aposta é que continuaremos tendo questões contextualizadas e utilizando bastante a interpretação de texto. O mesmo vale para o histórico de assuntos mais cobrados, como Estatística, História do Brasil e Ecologia, que devem continuar “despencando” na prova. Logo, não há motivos para modificar seus estudos, pelo menos por enquanto.

Apesar disso, é importante dizer que, para futuros Exames, é bem possível que a prova vá mudando de perfil, à medida em que o banco vá sendo alimentado com questões produzidas por professores mais alinhados à filosofia do novo Governo, tanto nos temas abordados quanto no perfil da prova. Portanto, é de se esperar que, até 2022, a prova se torne mais conteudista, mas isso não deve acontecer de maneira brusca já em 2019.

De qualquer forma, cabe ficarmos atentos aos próximos movimentos da política nacional, a fim de identificarmos rapidamente quaisquer oportunidades de incremento nos nossos estudos. Aqui no SANTTO, nossos alunos podem ficar absolutamente tranquilos, pois qualquer ajuste que for necessário será feito tempestivamente dentro dos Planos de Estudos. Se você ainda não é nosso aluno, conheça nosso método clicando aqui.

É isso, pessoal. Até o próximo post.

Estamos juntos!

SANTTO Planejamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.